A felicidade e o novo sucesso

May 22, 2019

 

 

O conceito de sucesso sempre foi construído socialmente e culturalmente por nós. Ser um adulto bem sucedido hoje, em grande parte do ocidente, é assimilado a ter relacionamentos longínquos e estáveis, carreira bem respeitada, posses bem notadas, família bem estruturada, férias bem aproveitadas, aparência física bem apessoada e uma vida social bem recheada.

 

Para o jovem brasileiro o conceito de sucesso vem mudando. Uma pesquisa realizada em 2017 pelo site Linkedin, teve 18 mil jovens da geração Z (com 21 anos ou menos) questionados em 16 países sobre o que é o sucesso para eles. Entre os jovens brasileiros, dentre as opções listadas que levam ao sucesso, 72% marcaram “ser feliz” como o principal fator. Em seguida, com 71% dos votos, ficou o equilíbrio entre vida pessoal e trabalho. E em terceiro, 68% elegeram em “ser saudável”.

 

Ainda assim, nosso jovens estão entre os que mais apresentam taxas de ansiedade e estresse dentro das escolas. Segundo um relatório do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes, no inicio do ano - com meio milhão de alunos em 72 países, ocupamos o segundo lugar no ranking de mais ansiosos para provas e vestibulares. 

 

Se a felicidade, o equilíbrio de vida pessoal vs trabalho e a saúde foram os fatores mais exaltados pelos jovens, como promotores de sucesso - será que nossa educação está promovendo e preparando suficientemente a juventude para o futuro bem sucedido que sua geração aspira?

 

“Você não precisa ter sucesso para ser feliz, mas precisa ser feliz para ter sucesso”, disse o palestrante de psicologia positiva Shawn Achor.

 

Felicidade e sucesso não costumam ser sempre citados em correlação. Você já deve ter ouvido dizer: Há aqueles bem sucedidos que por sorte são felizes e há os bem sucedidos que são infelizes. Mas se ser feliz é um conceito primordial para ser bem sucedido para a nova geração, pressentimos então o aproximar do breve fim de uma era de “infelizes de sucesso”, para caminhamos ao encontro dos futuros bem sucedidos: felizes, saudáveis e no equilíbrio de suas escolhas de vida pessoais e profissionais.

 

 

Voos da semana - para se aprofundar no tema:

 

1. A escola que disse aos pais: "(...) não pensem que os doutores e engenheiros são as únicas pessoas felizes no mundo." aqui

 

2. "Meus esforços dos tempos de escola de nada me serviriam durante a carreira se eu não tivesse aprendido a lidar com gente", diz CEO do Linkedin em artigo.

 

3. 4 dicas para conseguir equilibrar a vida pessoal e profissional. aqui

 

4. O app Daylio te ajuda a criar hábitos mais saudáveis, mensurando seu humor e rotina diária. aqui

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Líderes empáticos: por que o futuro é deles?

September 18, 2019

1/8
Please reload

Posts Recentes

October 11, 2019