Uma Escola em Movimento

Marcia Braghini Deu é Mestre em Educação pela PUC SP, Pedagoga, Psicopedagoga e Coach pela SLAC ( Sociedade Latino Americana de Coaching). Tem mais de 30 anos de experiência na área educacional, como professora, coordenadora pedagógica, orientadora educacional, diretora escolar, professora universitária e consultora em escolas de ensino básico. Ela é autora do livro Uma Escola em Movimento: conversas de uma diretora.


"... fui instigada, cutucada, incomodada, provocada de todas as formas a não apenas pensar, mas realmente a refletir de forma crítica: Porque tenho uma escola? O que quero fazer na nossa escola? O que eu quero que aconteça nela? Que tipo de aluno eu tenho e que tipo de aluno eu quero formar? Aonde eu quero chegar? Como 'posso' transformar nossa escola em uma ‘nova escola’? Sim, eu posso! E eu quero! Quero que nossa escola tenha sentido para as crianças e para os jovens que nela estudam”.

O trecho acima é um de vários que descrevo em meu livro “Uma Escola em Movimento: conversas de uma diretora,” em que conto a experiência, as dores e os sabores de uma escola de quase 30 anos rompendo com a lógica de um ensino tradicional para se tornar uma escola de práticas pedagógicas inovadoras. A Escola Monteiro Lobato, localizada na cidade de Diadema, estado de São Paulo.


Sair da zona de conforto, inovar, transformar e revolucionar o processo educativo sempre foram meus ideais. Como diretora constantemente busquei romper com o ensino tradicional e rígido onde o professor é o centro do processo ensino-aprendizagem, incentivando e estimulando os professores a fazerem da prática docente uma ação inovadora, utilizando metodologias que hoje são chamadas de ativas, colocando os alunos como protagonistas. Mas, entendi que isso não estava bastando, nenhuma mudança era realmente forte o suficiente para romper com o protagonismo do professor.


A frustração em me deparar com resultados avaliativos os quais mostravam os melhores alunos ainda sendo bons e os “piores” alunos não saindo do lugar, só crescia dentro de mim. Uma escola nova era uma questão de equilíbrio emocional para